Como usar o Arquivo de Log do WordPress para melhorar seu site

Os logs são arquivos que trazem informações sobre diversas ocorrências e eventos em um sistema. Ele mostra tudo que está acontecendo e o que já aconteceu dentro de um determinado período. 

Dito isso, você pode se perguntar como os logs podem ser utilizados para te ajudar com possíveis demandas que surgem da sua aplicação/site. Aqui vai alguns exemplos: 

  • Encontrar erros e consequentemente possíveis soluções.
  • Verificar o desempenho de plugins.
  • Rastrear atividades de usuários. 
  • Fazer auditoria de segurança
  • Explorar temas e etc.

Existem vários tipos de arquivos logs, alguns podem ser disponibilizados pelo próprio WordPress, outros podem ser obtidos através de plugins específicos e existem logs que o próprio servidor da hospedagem viabiliza, para verificar o log de erros através do painel da Hostoo, clique aqui.

Nesse artigo ensinaremos a utilizar os logs de depuração do WordPress. Geralmente quando você instala o WordPress os logs de depuração estão desabilitados por padrão, pois registrar tudo o que a instalação do WordPress gera consome alguns recursos do servidor, por conta disso recomendamos que o habilite apenas por um determinado período para corrigir problemas que surgirem.


1. Acesse sua hospedagem e localize a aba de Gerenciador de Arquivos:

2. Localize o arquivo wp-config.php:

O arquivo estará localizado no diretório raiz da sua hospedagem (public_html) ou no diretório onde foi feita a instalação da aplicação.

Obs.: Caso prefira, você também pode acessar os arquivos de sua hospedagem via FTP ou SSH, os dados para conexão estão no painel nas abas Arquivos > FTP e Configurações > SSH.

3. Dentro do arquivo, role para baixo até encontrar a linha que diz:

/* That’s all, stop editing! Happy blogging. */

E cole as duas linhas de código indicadas bem acima desta linha:

define( ‘WP_DEBUG’, true );
define( ‘WP_DEBUG_LOG’, true );

Clique em salvar:

Obs.: Pode ser que elas até já existam, porém com o valor false.

O arquivo deve ficar como o exemplo abaixo:

A primeira linha permite que a depuração ocorra, a segunda gera o próprio arquivo de log. Nesse formato, o snippet salva o arquivo de log do WordPress em wp-content/ debug.log, mas você pode substituir “true” por um caminho relativo entre aspas simples para especificar um local diferente. Por exemplo:

define ('WP_DEBUG_LOG', '/arp/wp-error.log'); 

4. Localizar, ler e compreender os arquivos:

É importante frisar que o arquivo de log não vai aparecer de forma imediata. Esses logs não são um registro de todas as atividades do servidor, e sim dos erros que ocorrem nele. Como foi dito anteriormente, ative os logs somente quando se deparar com algum erro. Caso o arquivo debug.log não apareça de forma imediata, aguarde um pouco, se ocorrer um problema, ele vai ser gerado. 

Você pode acessar o arquivo diretamente pelo Gerenciador de Arquivos do painel da Hostoo, ao abri-lo ele se parecerá com a imagem abaixo:

5. Procure por ajuda:

Os logs servem para identificar possíveis causas de erros que podem surgir, caso você não seja um programador, ou não esteja muito familiarizado com programação, é muito provável que não consiga usar os logs de maneira efetiva, por isso é interessante que entre em contato com seu programador ou peça ajuda de alguém de sua confiança que tem uma maior expertise no assunto.

Através do Gerenciador de Arquivos você pode fazer o download de todo o arquivo debug.log e enviá-lo para alguém que poderá te ajudar.

Uma outra opção é enviar os logs para alguns fóruns e comunidades de usuários que também utilizam o WordPress, como Stack Overflow e WordPress Stack Exchang, ou até mesmo nos fóruns oficiais do WordPress através do WordPress.org, certamente você encontrará alguma resposta. Caso esteja tendo problemas com algum plugin específico, também é possível enviar os logs diretamente para os desenvolvedores. Em algumas plugin você consegue fazer isso logo na tela de instalação, como o exemplo abaixo:

Qualquer dúvida ou dificuldade entre em contato com nossa equipe de suporte via chat ou ticket.